Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

M.c | Matilde Carvalho – Negócios de Sucesso

M.c | Matilde Carvalho – Negócios de Sucesso

Zen é o meu nome do meio

45.png

"Quando surgem novas informações e as circunstâncias mudam, já não é possível resolver os problemas com as soluções de ontem." Roger von Oech

Quando leu o título deste artigo imaginou-se de imediato numas férias de sonho, numa ilha paradisíaca. Ou então, imaginou-se num SPA de luxo rodeado de óleos de massagem e aromas perfeitos.

A novidade que lhe queremos dar, é que pode ser Zen no seu local de trabalho, no meio do trânsito ou numa fila de hipermercado de um sábado à tarde.

Tudo depende do modo como reage aos estímulos que estão à sua volta. Mantenha-se Zen, pela sua saúde. Sabia que o stresse e a ansiedade trazem custos elevados na saúde, motivação profissional e no relacionamento com os outros?

Dito assim parece fácil. Parece tão fácil quanto teórico. Ou tão distante quanto inútil.

O importante é, de facto, chegar à causa das coisas. O que lhe causa stresse? Como se revela o seu stresse no dia-a-dia? Consegue observar-se quando começa a sentir-se irritado e perceber o que está por trás disso? Às vezes vai perceber que um simples "ratinho no estômago" o transforma, de facto, numa diva. Ou outras vezes, o estado do tempo, um botão no casaco que está mal cosido e lhe estraga a imagem. Ou (isto é para as senhoras) uma unha de gel que partiu e que precisa de manutenção urgente.

Claro que estes exemplos representam os mais superficiais níveis de stress. Há casos mais graves em que os sintomas físicos levam mais longe as denúncias dos níveis de ansiedade anormais em si: insónias, digestão difícil, tensão muscular ou mesmo hipertensão. Mas esse é o estado físico ou psicológico onde não vai querer chegar.

Deixo-lhe algumas estratégias básicas para se proteger:

  1. Identifique as causas, as pessoas ou as situações que o fazem ficar "fora de si".
  2. Prepare-se sempre que sabe que vai encontrar essas situações: durma uma noite tranquila na véspera, alimente-se de forma saudável (sem abusar nos fritos, açúcar, sal ou cafeína) e hidrate-se.
  3. Se for apanhado pelas circunstâncias (um mau encontro inesperado ao virar da esquina...) respire fundo antes de saber o que responder ou como reagir. Mantenha as mãos numa posição confortável que não permita verificar se estão trémulas ou transpiradas.
  4. Se sentir medo ou desconforto, assuma que é uma sensação normal e viva-a com normalidade. Quanto mais quiser fugir do que está a sentir, mas nervoso irá ficar.

Se ainda assim não se sentir Zen, perceba que anda meio mundo a disfarçar medos e inseguranças perante outro meio mundo. O seu caso não é raro nem se passa nada de errado consigo.

 

M.c

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D